Os secretários de Finanças e de Educação de Araripina participaram nesta quarta-feira (17) da reunião da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores para apresentar os dados financeiros do Fundeb no ano de 2017.

Sinval Ferreira e Possídia Carvalho mostraram que no ano passado a receita proveniente da União foi de R$ 40 milhões e que as depesas com o pagamento de todas as depesas – salários, 13º, 1/3 de férias e contribuições previdenciárias dos servidores do Fundeb 40 e 60 – passaram dos R$ 49 milhões, portanto a prefeitura teve que aportar recursos do Fundo de Participação dos Municípios – FPM, para manter a educação em funcionamento. Eles também destacaram que em 2017, a prefeitura transferiu 33% das receitas para a Educação, superando o mínimo estabelecido de 25%.

A secretária de Educação afirmou que está sendo feito um grande esforço financeiro para manter o bom funcionamento das escolas. “A gestão atual herdou duas folhas salariais atrasadas dos meses de novembro e dezembro de 2016. Em 2017 tivemos muitas conquistas como o cumprimento dos 200 dias letivos, alimentação e transporte adequados, salários dos servidores sempre em dia. Tudo isso foi conquistado com muito trabalho e respeito aos servidores da educação. Por isto temos certeza que 2018 será um ano excelente onde todos teremos motivos para comemorar”.

Segundo Sinval Ferreira, o pedido da Comissão de Educação e de qualquer outro órgão sempre será atendido pela Prefeitura de Araripina. Ele afirmou que os dados revelam que os repasses da União não são suficientes para pagar todas as despesas e que a Prefeitura precisa colocar recurso de outras áreas para manter a educação em pleno funcionamento.