Aconteceu na manhã desta sexta-feira (27), na Câmara de Vereadores, uma audiência pública para discutir a erradicação do trabalho infantil em Araripina. Na oportunidade, também foram escolhidos os membros que irão compor a Comissão Municipal de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (CM-PETI).

A audiência foi proposta pela Secretaria de Desenvolvimento Social de Araripina e contou com a participação da secretária Suzilene Alves, do coordenador estadual do AEPETI, Leônidas Leal; a coordenadora municipal do AEPETI, Apolônia Carvalho; o secretário de Saúde, Álvaro Salvador; José Genildo – representante do Ministério do Trabalho e Emprego; o presidente do Conselho Tutelar, Gustavo Carvalho, e a representante do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente, Cecília Nunes.

​A Rede Peteca – projeto que visa a promoção dos direitos da criança e do adolescente e a erradicação do trabalho infantil – divulgou este ano o Mapa do Trabalho Infantil no Brasil. No país, 2,7 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos trabalham. Em Pernambuco, são 123.299 pessoas nessas condições, principalmente na agropecuária.

Para a secretária Suzilene, o poder público não pode fechar os olhos para essa problemática. “O papel da assistência social é de proteção e nós vamos continuar articulando políticas públicas para garantir isso. Os recursos do Sistema Único de Assistência Social – SUAS, estão sendo ameaçados justamente num momento crítico em que a população mais precisa de assistência. Mas, não vamos descansar”, finalizou.

Fotos: Bruno Rostand / SECOM

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

limpar formulárioPostar Comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.